Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



gravidez.jpg 

Estou a uma semana de entrar no terceiro e último trimestre da minha gravidez e ainda tudo me parece estranho. 
Por um lado tenho "a prova do crime" a crescer cada vez mais mesmo debaixo do meu nariz e a tirar-me toda a mobilidade, por outro a minha cabeça ainda não está completamente formatada para o que vai acontecer no prazo de 90 dias (90 DIAS!).
Nunca tantas alterações hormonais e físicas tinham acontecido no meu corpo e sinto-me uma montanha russa de emoções.
Tanto acordo com um sorriso nos lábios porque senti um pontapé que me faz lembrar que ele está ali, como entro em pânico se ao atravessar a estrada numa passadeira há um carro que vem mais rápido e demora mais tempo a parar. Fico com a sensação que não o conseguiria proteger e isso deixa-me nervosa (até ao próximo pontapé).
Depois há a questão do eu-consigo-fazer-tudo-como-se-não-tivesse-com-mais-uns-quantos-quilos-em-cima! 
As férias estão a ser programadas da mesma forma que foram o ano passado, os fins de semana são de praia, ainda há uns jantares fora a meio da semana mas o que é certo é que me parece que estou um pouco em negação e que (talvez!) no final de Agosto andar a fazer caminhadas pela montanha com um calor de 40 graus não seja já a melhor opção para os mais oito quilos que se avizinham, que devo arranjar uma cadeira de apoio para a praia porque levantar-me da toalha faz-me lembrar o que significa a palavra "cruzes" que me doem ainda na segunda-feira e que os jantares fora...bem...esses podem e devem continuar! Porque namorar faz bem à relação e daqui a três meses o mais provável é nem termos tempo nem energia para falarmos do que quer que seja um com o outro.
Depois ainda há aquele momento em que penso no parto, o próprio.
Nessa altura a única coisa que me ocorre pensar é "onde é que te foste meter" e quanto mais se avizinha mais constante é este pensamento.
Tenho a sensação que ainda haverá uma outra fase que será de raiva, agarrada a mão do João e que vou pensar "a culpa é toda tua!" mas isso serão cenas dos próximos episódios
.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Imagem de perfil

De r i t i n h a a 15.07.2015 às 12:03

Adorei o teu testemunho.
Eu completo hoje 20 semanas de gravidez e concordo com tudo o que disseste! Este domingo até comprei uma cadeira de praia porque deitar na areia já não dá.

Tenho adorado ver a barriga a crescer, mas quanto aos pontapés ainda não sinto quase nada.

Em relação ao parto, tento esquecer essa parte ao máximo e pensar "Seja o que Deus quiser!".

Continua a partilhar essas peripécias =)
Sem imagem de perfil

De Hélia a 17.07.2015 às 11:25

Olá, bom dia! Deixo aqui alguns conselhos para ter plantas em casa mesmo com gatos! Lá em casa, vivem dois gatos e gostando muito de plantas (claro que tive o cuidado de saber escolher), tomei alguns cuidados para vivermos todos em harmonia:
- a terra não deverá estar acessível. desta forma, coloquei umas pedras brancas de diversos tamanhos que apanhei na praia - o que lhes dá um belo toque de puzzle na base da planta
- no início, comprei no supermercado/loja de animais, um spray próprio para afugentar os gatos (também usado quando decidem arranhar objectos) e que pulverizei nas ditas pedras. esse spray, com base de pimenta, afasta-os naturalmente.
Ao fim de alguns dias, eles desinteressaram-se das plantinhas!
Imagem de perfil

De A-lupa-de-alguem a 22.07.2015 às 08:01

Que exto tão bonito de se ler. São as preocupações e sensações pelas quais todas as grávias passam. Vais ver que tudo vai correr bem e que no final a recompensa vai ser imensa.
Felicidades
Imagem de perfil

De Olívia a 22.07.2015 às 08:59

:) É mesmo muito assustador e maravilhoso ao mesmo tempo! É o que faz de nós mães, o orgulho e o medo!

Vai tudo correr bem, quanto a abrandar o ritmo... até eu já penso nisso, mas por enquanto vou fazendo tudo o que posso! Mas dá-me a sensação que ando a perder a minha pose delicada... e ainda me faltam três meses! Vai ser um verão muito longo!

Coragem!
Imagem de perfil

De A Mãe (In)Consciente a 22.07.2015 às 09:34

Com 25 semanas e sem aumentar peso, posso dizer que o problema reside mais na mudança do peso que tinha nas ancas e nas coxas para a barriga... Às vezes já sinto dificuldade a respirar, doem-me um pouco as costelas, e também me tive de render à cadeira de praia! Mas vale tudo a pena por cada pontapé fofinho!

Comentar post



Um blog de experiências do dia-a-dia com um toque de sarcasmo e ilustrado por uma designer que " Quando-for-grande-quer-ser-ilustradora".


Tradução/Translate


I Saw Jesus in a Toast

Blogs

Tumblr


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Bloglovin