Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Estou a fazer este texto agora. Apenas está a levar o tempo de ser escrito e pressionar o botão "Publicar".
Nada disto foi estudado, anotado, rasurado... está em bruto, como todos os pensamentos flashantes que visitam o meu cérebro a cada segundo.
Por vezes penso, porque escrevo este blog?
Para quê estar a perder tempo a escrever seja aquilo que for quando na verdade todos temos uma opinião diferente e atrás do nosso teclado e tão fácil e confortável poder escrever comentários ultrajantes quando a opinião não coincide com a nossa?
Para quê perder tempo a pensar no que escrever e fazê-lo de forma civilizada e coerente quando na verdade, para um comentador de bancada bastam 20 segundos para me chamar mentecapta?
Para quê pensar em conteúdos atuais quando na verdade o que interessa mesmo é o erro ortográfico (que não fica bem, é verdade!) mas que pode ser corrigido/editado no minuto seguinte?
Para quê passar testemunhos reais para que se entenda o que se passa no nosso País/cidade/rua como fiz neste post, quando na realidade em 30 segundos se lê um texto na diagonal sem se perceber sequer a conclusão e o comentário é: Se estás mal, muda-te!?
Para quê escrever crónicas para nos rirmos de nós próprios, aliás foi o mote deste blog - quando na verdade os portugueses não têm sentido de humor? 
Agora pergunto: Mas porquê? E o porquê que não seja entendido como porque é que comentam. O porquê é antes porquê essa agressividade atrás do teclado?
As opiniões são para ser dadas (contra, a favor, tanto faz!) mas porquê deixar de se ter modos só porque não estamos cara-a-cara? Que raiva é essa que só é incontrolável entre a ponta dos dedos e as teclas mas que quando é para ser manifestada publicamente, seja em eleições ou outros atos públicos deixa de existir para dar lugar à inércia?
Hoje o texto é este. Hoje é o possível. No entanto, não gosto de desistir e muito menos que me obriguem a desistir. Por isso amanhã continuarei a escrever e depois de amanhã e depois.
A quem me lê, concorde ou não com o que escrevo, apenas desejo que sejam felizes. Porque a felicidade traz paz interior e controla as pontas dos dedos de espalhar raiva cibernética.
T**

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De c a 20.09.2016 às 13:33

é fácil a quem comenta descarregar odios e sabe-se lá mais o quê...desliga...e vai escrevendo (se te apetecer, claro) o que te der na bolha :)
Imagem de perfil

De m-M a 20.09.2016 às 17:38

É o poder da opinião anónima e a desresponsabilização da era da informação...
Imagem de perfil

De CD a 20.09.2016 às 17:56

"as opiniões são para ser dadas" concordo e lê isto que escrevi sobre isso:

http://insensatez.blogs.sapo.pt/os-gostos-discutem-se-130003

p.s. continua a escrever - eu gosto de te ler :)  
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 20.09.2016 às 19:57

Olha ando nestas andanças blogosféricas vou a a caminho de 12 anos. Como podes calcular, já me apareceu de tudo na caixa de comentários, e já a tive "sob censura própria" durante uns tempos, em prol da minha sanidade mental, no blogue "Diário de uma dona de casa à beira de um colapso".

E às tantas deixei-me disso. Se quiserem comentar, comentem, limito-me a não dar feed back aos que não merecem. E devo dizer-te que desde que passei a fazer isso, os haters desapareceram... também o(s) meu(s) blogue(s) passaram para segundo plano, é verdade.

Não te venho dar conselhos, nem dicas e truques - se há coisa que me dá volta ao estômago são as alarvidades que essas 'pessoas' escrevem só-porque-sim.

Mas os cães ladram e a caravana TEM DE passar.
B'jinhos e força.
Imagem de perfil

De Violinista a 20.09.2016 às 20:07

Porque no meio de uma blogosfera encarneirada e a pensar sempre da mesma forma é bom que surjam blogs como este e pessoas como tu.
É saudável haver opiniões diferentes. Infelizmente o portuguesinho médio não entende, não quer ver, pior ainda, é mesquinho e estúpido quando acha que tem anonimato, ou uma parte dele.
É fácil cuspir insultos, difícil é pensar.

Deviam haver era mais blogs que não seguissem essa mesma corrente.
Imagem de perfil

De Kikas a 20.09.2016 às 20:20

Atrás de um teclado e um monitor existe sempre um grande "herói" cibernético pronto para arrasar seja o que for, para criticar, achincalhar e destilar ódio. O post que te referes está bastante claro e bem escrito mas se a tua opinião não coincide com a dos outros, se acordaram com os pés de for e simplesmente só porque sim, é o suficiente para te criticarem de qualquer jeito e maneira. Se gostas do teu blog deves reger-te pelo que escreves e gostas de escrever e não pela opinião de meia dúzia de pessoas que andam por aqui a passear com o objectivo de criticarem tudo e todos! ;)
Imagem de perfil

De Maria Mocha a 21.09.2016 às 00:04

Sou nova nisto, mas também já recebi um comentário que me obrigou a dar esta resposta: http://mariamocha.blogs.sapo.pt/especie-de-carta-aberta-a-uma-blogger-30363.
Há pessoas ressabiadas que estão mal com elas próprias e querem o mesmo para os outros.
Não ligues. Soma e segue!
Imagem de perfil

De marrocoseodestino a 21.09.2016 às 09:00

Infelizmente há muita gente "azeda", daquelas em que estão bem a criticar com facas apontadas.
Não temos de ter todos a mesma opinião, não temos de ter todos os mesmo gostos nem os mesmo objectivos, mas deveriamos ter respeito por todos.
Já não seria maus que essas pessoas apenas tivessem essas atitudes atrás de umas teclas, conheço algumas que o dizem cara a cara. Pergunto-me como conseguem dormir?
Imagem de perfil

De Casal Irrequieto a 21.09.2016 às 09:56

Já dizia o excelentíssimo poeta Fernando Pessoa: “Valeu a pena? Tudo vale a pena se a alma não é pequena."
Ass: Senhora Irrequieta
Sem imagem de perfil

De Anita a 21.09.2016 às 17:50

Por mim deves continuar. Para mim, quem não gosta, não lê. Colocas os comentários moderados e os comentários agressivos eliminas. Não dês tanta importância a quem não tem mais nada para fazer, senão estragar o dia aos outros

Comentar post


Pág. 1/2



Um blog de experiências do dia-a-dia com um toque de sarcasmo e ilustrado por uma designer que " Quando-for-grande-quer-ser-ilustradora".


Tradução/Translate


I Saw Jesus in a Toast

Blogs

Tumblr


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Bloglovin