Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A questão do baptismo, para mim, é uma não-questão. Apesar de ser baptizada pela igreja católica, não sou praticante e considero-me uma pessoa não-religiosa por não me identificar na totalidade com nenhuma das várias doutrinas existentes e ter a ciência como resposta para a maioria dos acontecimentos terrestres.

 

No entanto, entendo e respeito quem tem fé e queira, com um nascimento de um novo membro na família, que este se inicie na religião na qual a família é crente.

 

Na minha adolescência, quando tudo estava errado (típico!), era um motivos de discórdia constante com os meus pais. "Porque é que me baptizaram? Não tive direito de escolha!" - como se isso tivesse feito uma enorme diferença na formação da minha personalidade - mas mais tarde acabei por me calar e hoje em dia, delicio-me a ver albúns antigos, entre os quais o do meu baptizado. Acredito que para quem seja religioso o significado de um baptismo seja bem diferente do meu, com um enorme valor sentimental, bem diferente do que apenas recordações fotográficas da infância.

 

No entanto, houve ainda um outro acontecimento que me faz, ainda hoje estar rodeada por vestidos, velas  e toalhas de baptizado. A minha mãe, teve em tempos uma loja de vestidos de noiva, baptizados e comunhões e o stock ainda existe. Por isso mesmo, decidi criar uma página com os artigos que ainda estão armazenados.

 

 

Dêem uma espreitadela na página de Facebook.

 

 

Pode ser que encontrem algo que vos agrade para os vossos petizes!

COVER_BBB.png

T*

Autoria e outros dados (tags, etc)

Crias

01.06.16

DMC_2016.jpg

 O efeito olhos-do-tamanho-de-azeitonas;
A gargalhada genuína;
A cabeça pesada a dormir no peito;
A mão inteira que nos agarra o dedo indicador;
O pé que dá vontade de roubar para servir de porta-chaves;
O cheiro mais doce de todos os cheiros na nuca.
O maior ato de amor.
Crias, hoje é o vosso dia.
E ainda bem. O mundo hoje está melhor(zinho).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A paleta de cores já está escolhida agora começam outras indecisões. Tudo me parecia muito mais fácil quando via as referências no pinterest mas aquando de meter as mãos na massa já não tenho tantas certezas assim.
Temos de escolher o padrão para o papel de parede que decidimos que vai ser personalizado.
Não quero que seja demasiado "abebézado" porque este será o quarto dele para os próximos anos mas também não quero que seja o quarto de um vampirinho, visto que uma das cores escolhidas é o preto.
Ainda em fase de estudo e sem aprovação do pai da criança aqui ficam alguns dos padrões que fiz.

T**

padrões-01 (1).png

padrões-02 (1).png

padrões-03 (1).png

 ®Teresa Serrano

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O top da semana de hoje terá como principais protagonistas crianças e será apenas com vídeos.
Espero que gostem desta pequena seleção de fiz. Acho-a deliciosa.
Bom fim de semana.
T**

 01. Crianças experimentam pela primeira vez comida gourmet

 02. Anúncio Água Evian


 03. Anúncio Ikea - A outra carta de Natal


04. Anúncio Dove - Legado


05. Anúncio Volkswagen - The Force

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há dois anos atrás, foi pedido à Cupido, agência onde trabalho, uma reformulação de um livro de colorir para crianças sobre Protecção Rodoviária (uma parceria Avis, PSP e Volvo). Para além do livro com as regras e jogos, existia também um baralho de cartas com as personagens do livro. Todos os elementos se juntavam numa caixa (Kit Avis Kids) que a marca depois distribuiu pelas crianças em diversas ações sobre Protecção Rodoviária.
A mim coube-me fazer a parte gira, ilustrar. Criei a família Avis e representei todos as situações de perigo e prevenção a ter enquanto transeunte e condutor. O resultado final ficou, a meu ver, muito agradável. Espero que gostem.

clean box mock-up(T).jpg

baralho_cartas.jpg

capa_livro.jpg

livro_para_colorir.jpg

mood.jpg

®Avis by Cupido

Autoria e outros dados (tags, etc)

A ilustração infantil é sem dúvida a mais gira de fazer mas tem também o público mais difícil de agradar. As crianças ou gostam ou detestam. Não têm pudor nenhum em utilizar adjetivos como feio ou ridículo, por isso há que ter muita atenção ao que os pequenos críticos nos dizem em relação ao nosso trabalho.
Este trabalho foi feito para o Prémio de Literatura Infantil promovido pelo Pingo Doce e chamei-lhe "O Mundo a Preto e Vermelho". Foi baseado no texto vencedor “De onde vêm as Bruxas?” escrito pela Joana Margarida Pires Lopes e quem ganhou o prémio de ilustração foi o Luís Belo.

ILUSTRA_TRYOUT-02.jpg

ILUSTRA_TRYOUT-03.jpg

ILUSTRA_TRYOUT-04.jpg

ILUSTRA_TRYOUT-05.jpg

ILUSTRA_TRYOUT-06.jpg

ILUSTRA_TRYOUT-07.jpg

® Teresa Serrano

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Um blog de experiências do dia-a-dia com um toque de sarcasmo e ilustrado por uma designer que " Quando-for-grande-quer-ser-ilustradora".


Tradução/Translate


I Saw Jesus in a Toast

Blogs

Tumblr


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Bloglovin