Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


entendido em musica indie-72.jpg

® Teresa Serrano

 

Não há nada mais entediante do que estar a falar com um Entendido em Música Indie, tanto mais quando - de bandas indie - não percebes um chavelho. A conversa (ou monólogo) entra no auge quando ele (o Entendido) se apercebe que estás mais perdido que o Bambi à procura da mãe e é aí que ele começa a sacar dos nomes esquisitos.

- Mas tu não conheces os Risens&Frozens??? Como é que é possível?!? - diz o Entendido - Nem os Frolic&Craizens? E Dude Frikens??? Nunca viste Drilens ao vivo? Nem Strepsils no Coliseu?

Tu respondes:

- Não. O meu ídolo da pré-adolescência era o Jon Bon Jovi e até gosto de bandas mainstream para falar verdade...

Aqui o Indie Entendido começa a ficar branco e calado, enquanto enrola um cigarro e segura a mortalha entre os lábios e te olha nos olhos. Quando finalmente acende o cigarro, inala um gigante gole de fumo e diz dramaticamente:

-Mainstream não faz parte do meu vocabulário, o Jon Bon Jovi devia ter sido comido pelo Pacman porque é uma blasfémia ao verdadeiro sentido da música, portanto, acho que não temos mais nada a falar. Vou-me embora porque tenho de ir ali ao alfarrabista comprar a primeira edição do Blitz (versão jornal, está claro!) e voltamos a falar quando souberes quem era o Ian Curtis, ok?

 

Moral da estória:
Nunca mencionar que a Baby Spice era a tua preferida.

Autoria e outros dados (tags, etc)


por TERESA SERRANO - este é um blog de experiências do dia-a-dia com um toque de sarcasmo e ilustrado por uma designer que " Quando-for-grande-quer-ser-ilustradora".

Tradução/Translate


Pesquisar

  Pesquisar no Blog